Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora: Carregando...

paaa
No comando: Parada Sertaneja

Das 06:00 as 06:30

No comando: Momento Espírita

Das 06:30 as 07:00

No comando: Liberdade No Campo

Das 07:00 as 08:00

marca-alertageral-menor2
No comando: Alerta Geral

Das 07:00 as 08:00

PASSARO
No comando: Show da Manhã

Das 08:00 as 11:00

30221710_965780490248071_3423033212006301696_n
No comando: Show da Manhã com Diego Saraiva

Das 08:00 as 11:00

demo90694
No comando: Democracia no Ar

Das 10:00 as 11:00

panorama
No comando: Panorama Esportivo

Das 11:00 as 12:00

11156298_986321248047312_2699009649968496419_n
No comando: Liberdade a Voz do Povo

Das 12:00 as 14:00

perfil
No comando: Show do Povo

Das 14:00 as 16:00

10701987_562236427210933_2610591643846611244_n
No comando: Alô Sertão

Das 16:00 as 18:00

No comando: De Canção e Improviso

Das 18:00 as 18:30

lili1
No comando: Clube do Rei

Das 18:30 as 19:00

a_voz_do_brasil_logo
No comando: A VOZ DO BRASIL

Das 19:00 as 20:00

Boa Viagem é o 8º do Ceará com alto índice do consumo de Crack

Compartilhe:
portalmais-8c939a6c5b2276349f02caac7e55c446

A cada grupo de seis municípios cearenses, um relata ter altos níveis de problemas relacionados ao consumo de crack. Os dados da plataforma digital Observatório do Crack (www.crack.cnm.org.br), desenvolvida pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), aponta que 32 das 184 cidades do Estado (17,39%) se encontram em situação grave quanto à droga.

A situação no Ceará não é muito diferente da do restante do País: o levantamento aponta que 1.151 dos 5.568 municípios do Brasil (20,67%) se reconhecem com o mesmo índice de gravidade em relação ao crack.

O Observatório do Crack funciona da seguinte forma: gestores municipais das áreas de Assistência Social, Educação, Saúde ou mesmo os próprios prefeitos respondem a um questionário online de 25 perguntas. Eles fazem ainda uma avaliação dos níveis de problemas relacionados ao crack nas respectivas cidades, classificando-os como altos, médios ou baixos.

No Ceará, apenas sete municípios (3,8%) se autoavaliaram com poucos problemas quanto ao crack: Altaneira, Ararendá, Capistrano, Ererê, Iracema, Poranga e Salitre. A nível nacional, o panorama também não é muito diferente, pois 4,56% dos municípios brasileiros se encontram em melhor situação.

A maioria dos municípios cearenses (75) que responderam aos questionários se considera com níveis médios de problemas em relação ao crack. Entre eles, Fortaleza.

Os números

Consultor da CNM, Eduardo Stranz aponta que, por se tratarem também de conceitos subjetivos, a plataforma não está imune à aplicação de autoavaliações imprecisas. “Nos questionários são informados problemas de evasão escolar, demanda de leitos de hospital além de questões de segurança. A plataforma é importante por retratar a visão do poder público em relação ao crack. E isso era uma coisa que antes ficava escondida”, ressalta.

Os números — tanto no Ceará quanto no restante do País — poderiam ser ainda mais significativos e precisos. Isso porque uma parcela representativa dos municípios não respondeu aos questionários da plataforma. No Estado, são 33 (17,94%). No País, 944 (16,95%). “A adesão é voluntária. Frequentemente fazemos rodadas de contatos com os prefeitos convidando-os a preencher a plataforma”, complementa Eduardo.

Usuários

A plataforma não traz dados quantitativos do uso de crack no País. As estatísticas mais significativas quanto a esses números foram elaboradas pela Fundação Oswaldo Cruz em 2010 e, portanto, estão defasadas. Os dados apontam que o Brasil tinha, à época, cerca de 2 milhões de usuários de crack.

 

Sobre o assunto

Boa Viagem deverá receber nesta sexta feira 29, uma equipe da Assembleia Legislativa do Ceará que abordará sobre o assunto, o programa ”Ceará sem Drogas” já percorreu 17 cidades, nele, a presença do ex atleta Walter Casagrande é de fundamental importância, o atualmente comentarista esportivo proferirá palestra sobre a sua experiência com as drogas e como ele conseguiu superar a dependência química.

O evento será realizado as 9h30 na quadra do Centro de Esportes local.

Cidades cearenses com problemas graves relacionados ao crack

  1. Aiuaba
  2. Apuiarés
  3. Aracati
  4. Aquiraz
  5. Barbalha
  6. Barreira
  7. Beberibe
  8. Boa Viagem
  9. Cariré
  10. Catunda
  11. Eusébio
  12. Forquilha
  13. Ibicuitinga
  14. Iguatu
  15. Irauçuba
  16. Itapipoca
  17. Itaitinga
  18. Itarema
  19. Juazeiro do Norte
  20. Maracanaú
  21. Massapê
  22. Miraíma
  23. Morada Nova
  24. Paraipaba
  25. Pentecoste
  26. Pereiro
  27. Pires Ferreira
  28. Russas
  29. Sobral
  30. Tabuleiro do Norte
  31. Trairi
  32. Umirim
FONTE: Jornal O Povo

Deixe seu comentário:

Eventos

Curta no Facebook